cadastre-se

Cadastre seu email e receba novidades

Facebook

Notícia

Saiba como pressionar deputados que querem tirar a sua aposentadoria

Saiba como pressionar deputados que querem tirar a sua aposentadoria

Saiba como pressionar deputados que querem tirar a sua aposentadoria

Saiba como pressionar deputados que querem tirar a sua aposentadoria
Para ajudar na luta contra reforma da Previdência de Bolsonaro, trabalhadores que querem se aposentar podem usar o “napressão" para pedir aos parlamentares que votem contra o fim da aposentadoria
 
 Publicado: 05 Julho, 2019 
 
Escrito por: Érica Aragão e Rosely Rocha
 
 ARTE: ALEX CAPUANO/CUT
“Querem o fim da sua aposentadoria” é o nome da nova campanha do napressão, ferramenta de mobilização via internet que permite enviar e-mails, contatar pelas redes sociais ou diretamente pelo número de telefone do Whatsapp dos 513 deputados e deputadas que vão decidir sobre o futuro da aposentadoria da classe trabalhadora.
 
O objetivo desta campanha é pressionar principalmente os parlamentares que ainda não manifestaram seu voto e os que declararam voto contra os trabalhadores. Os mais de 100 deputados e deputadas que ainda estão indecisos poderão salvar a aposentadoria de milhares de trabalhadores, ou não.
 
“Precisamos pressionar os parlamentares para que o direito a aposentadoria prevaleça no Brasil. Convencer um indeciso a votar com os trabalhadores ou convencer um deputado que ia votar contra os trabalhadores a votar favorável será fundamental nos próximos dias. A ferramenta na pressão é simples e direta e a pessoa pode escolher qualquer rede social para pressionar o deputado ou a deputada”, afirma o secretário Nacional de Comunicação da CUT, Roni Barbosa.
 
Como pressionar
 
Para pressionar, entre no site napressao.org.br e entre na campanha “Querem o fim da sua aposentadoria” e clique em pressionar.
 
Na coluna da esquerda, estão os mais de 260 deputados que são favoráveis em acabar com a aposentadoria. Na coluna da direita , na cor verde, estão os parlamentares que são a favor da sua aposentadoria.Em laranja, na lista central, estão os indecisos.
 
Ao escolher um dos parlamentares para pressionar você tem acesso a todas as informações sobre ele e pode escolher através dos ícones abaixo da foto o jeito que prefere pressionar, pelo Whatsapp, Facebook, Twitter ou e-mail.
 
Ao clicar no compartilhar, você convida sua rede para também fazer pressão contra a reforma da Previdência.
 
Além disso, no napressão o trabalhador ou a trabalhadora pode baixar o card de divulgação para redes sociais e também compartilhá-los nos grupos de famílias e amigos.
 
 Entenda porque a reforma da Previdência é nefasta à classe trabalhadora
 
A Proposta de Emenda à Constituição (PEC 006/2019) da reforma da Previdência deve ser colocada em votação no Plenário da Câmara na próxima semana, de acordo com o calendário divulgado pelo Presidente da Casa, César Maia (DEM/RJ), após o texto do relator Samuel Moreira (PSDB/SP) ter sido aprovado por 32 votos a 13 na Comissão que analisava a PEC.
 
O texto do relator acaba com a aposentadoria por tempo de contribuição – que hoje é de 30 anos para a mulher e 35 para os homens. Impõe uma idade mínima de 62 (mulheres) e 65 (homens) e a obrigatoriedade de 40 anos de contribuição para quem quiser se aposentar com o salário integral.
 
A proposta do governo de Jair Bolsonaro também diminui o valor do benefício.  Hoje com 15 anos de contribuição, homens e mulheres se aposentam com 85% das 80% maiores contribuições, excluindo as 20% menores. Com a reforma, esse valor passa a ser de apenas 60% com 20 anos de contribuição dos homens e 15 anos das mulheres.  Ambos os sexos já saem perdendo 25% do benefício. A diferença é que no texto do relator, os homens, além de perderem esse percentual, vão ter de trabalhador mais cinco anos, pois somente com 20 anos de contribuição poderão pleitear a aposentadoria.
 
Além disso, as viúvas e viúvos só receberão 60% do valor da pensão, mais 10% por dependente. Caso a pensão fique abaixo do salário mínimo, só terão direito aos R$998,00 se não tiverem nenhuma outra fonte de renda. Caso contrário, poderão receber uma pensão menor do que o valor do mínimo.
 
Outras maldades contra a classe trabalhadora podem ser verificadas nos links abaixo
 
SAIBA MAIS
Veja como quatro pontos da reforma da Previdência vão deixar você mais pobre
Entenda os 10 piores pontos da reforma da Previdência de Bolsonaro
Com reforma da Previdência, maioria dos homens vai se aposentar aos 77 anos
Maioria das mulheres vai se aposentar aos 74 anos, se reforma do governo passar
 
 
reforma da previdência votação na câmara pressão nos deputados contra reforma Previdência Direitos dos trabalhadores
 CUT - Central Única dos Trabalhadores Rua Caetano Pinto nº 575 CEP 03041-000 Brás, São Paulo/SP | Telefone (11) 2108 9200 - Fax (11) 2108 9310
Fonte: CUT

Deixe seu comentario:


Todos os direitos reservados à FETRAB